SÃO GONÇALO DO RIO DAS PEDRAS - MG
 

O Distrito de São Gonçalo do Rio das Pedras, incrustado na Estrada Real, fica a 25 km de distância da cidade do Serro e a 7 km de Milho Verde. Encontra-se nas proximidades da cabeceira do Rio Jequitinhonha e ao lado do Pico do Itambé. Ainda possui um casario colonial preservado e suas ruas são calçadas com grandes pedras irregulares e de tamanhos variados.

(Matriz de São Gonçalo)
Apesar do ouro já estar sendo explorado na região, com a descoberta de reservas de diamantes no século XVIII, a pequena vila sofreu as mesmas restrições que a cidade de Diamantina, impostas pela Coroa Portuguesa, isolando o local. Tal isolamento, por outro lado, preservou a região da exploração desenfreada. Somente no séc. XIX veio a tornar-se um centro comercial.


Atualmente São Gonçalo possui uma boa infra-estrutura turística com boas pousadas e restaurantes. Abriga a sede da FUNIVALE – Fundação Universitária do Vale do Jequitinhonha – com trabalhos ligados à preservação da cultura e identidade local. Existe também em São Gonçalo a Associação Sempre Viva, estimulando a prática do artesanato, com ênfase na tapeçaria “esmir”. São produzidos, principalmente , tapetes de lã e de retalhos, além de cortinas e toalhas. O capim dourado também é utilizado pelos moradores para produzir várias outras peças utilitárias e de decoração. Vale destacar a produção caseira de marmelada, muito apreciada pelos turistas.

(rancho da tropa)


Em São Gonçalo encontra-se o Rancho da Tropa (foto acima), um dos ranchos utilizados pelos antigos tropeiros mais bem conservados em toda a extensão da Estrada Real. A Matriz de São Gonçalo é uma construção do séc. XVIII, com planta bem característica das igrejas mineiras da época. Também do séc. XVIII é a pequena e singela igreja de Nossa Senhora do Rosário. Mas o conjunto de casario secular é o grande charme do local. O visitante não pode deixar de conhecer o famoso Presépio da Dona Lena, a qual começou a monta-lo ainda na adolescência e hoje ocupa um cômodo inteiro de sua casa.


A Cachoeira do Comércio fica dentro da zona urbana do Distrito e é formada pelas águas do Rio das Pedras, com queda de 80 metros que despenca de um paredão de pedra. No local existem três preservados moinhos d’água, além de um um mirante para o vale com florestas e montanhas. Já a Grota Seca, a 4 km do centro, possui cachoeiras e poços formados por um rio que, em certos trechos, penetra nas rochas, prosseguindo por vários quilômetros por baixo da terra. 


O turista ainda pode conhecer e usufruir das cachoeiras da Rapadura, do Pacu, do Retiro, do Amaral, do Bananal e do Cadete. Contudo, algumas se encontram em propriedades particulares. Quem procura tranqüilidade, ar puro, águas límpidas, cultura preservada e boas tradições deve conhecer São Gonçalo do Rio das Pedras.


Fonte do texto: J.D. /Fotos: Fábio Cabral Durso

7 comentários:

Mosaicos de uma vida disse...

Tudo muito lindo. Um encanto de lugar. Concheço quase todo o litoral do Nordeste, mas ñ descarto a possibilidade de me estender pelo Brasil a fora... Amei!

Blog UaiMeu! disse...

Não conhecia esse lugar parece bacana

Kistoper disse...

esse lugar parece ser lindo

Atobá disse...

Conheço São Gonçalo desde 1983 em uma aventura pela região em uma DT 180.A modernidade está chegando junto com uma estrada que me parece ligar o nada a lugar nenhum.
Torço para que tudo permaneça intocado ,e belo,como sempre foi.
Junto com Lavras Novas,considero uma das jóias da ER.

Bruna Helayne disse...

Muito lindo *---*

lollyoliver disse...

Muito lindo, amei!
http://lollyoliver.wordpress.com/2011/09/05/nada-alem-de-mim/

Anônimo disse...

Bakana o blog... muitos lugares que nunca havia ouvido falar. Aqui em Sampa falta lugares assim... pura paz!!! Pedro Botelho

Postar um comentário

Curta e compartilhe nossa página no Facebook!